Translate

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

As loucuras de Martin Lutero

Algumas das loucuras de Lutero para eles que não conhecem quem foi esse cara.


Tenho amigos que seguem as seitas protestantes que acreditam que o Martin Lutero era um grande santo e admirarem ele. Poucos que conhecem a doutrina diabólica de Martin Lutero que vou mostrar com as próprias escritas dele.

Aproximamo-nos ao aniversário de 500 anos da reforma protestante o 31 de outubro de 2017 e é bom para nós olhar para trás e analisar como isso tudo funcionou para eles. Pois, como podemos nós julgar o fruto da árvore ao longo dos últimos 500 anos sem examinar as raízes daquela árvore? Portanto, vamos começar desde o início e dar uma olhadinha às 38 coisas mais ridículas que Martin Lutero, o pai do protestantismo e o movimento sola scriptura, tinha escrito. É muito difícil acreditar que nos permitimos este instrumento de Satanás dividir o povo e tirar as pessoas da comunhão com a Igreja de Cristo.

 Martin Lutero sobre a dignidade e majestade de Deus

1     "Eu olho a Deus como nada melhor do que um canalha" (ref. Weimar, Vol. 1, pág. 487. Cf. Table Talk, No. 963).
2     "Cristo cometeu adultério em primeiro lugar com as mulheres no poço sobre quem São João nós diz, Não era todo mundo sobre Ele dizendo: 'O que será que ele estava fazendo com ela?' Em segundo lugar, com Maria Madalena, e em terceiro lugar com as mulheres com as vidas em adultério quem ele descartou de forma tão leve. Assim mesmo, Cristo, que era tão justo, deve ter sido culpado de fornicação antes de morrer "(ref Trishreden, Weimer Edition, Vol 2, pág 107. -... Que grande blasfêmia de um homem que é considerado como". Ótimo reformador "!).
3     "Eu tenho mais confiança na minha esposa e meus alunos do que eu tenho em Cristo" (ref. Table Talk, 2397b).
4     "Não importa como Cristo tivesse comportado - o que Ele ensinou é tudo que importa" (ref Erlangen Vol 29, pág 126...).

 

Martin Lutero sobre os 10 Mandamentos

5     "[Os mandamentos] único propósito é mostrar ao homem a sua impotência para fazer o bem e para ensiná-lo a se desesperar de si mesmo" (ref: de Denifle Luther et Lutheranisme, Etude faite d'apres les fontes Tradução de J. Paquier (Paris, A. . Picard, 1912-1913), Volume III, p. 364).
6     "Temos de eliminar o Decálogo fora da vista e do coração" (ref. De Wette 4, 188)
7   "Se permitimos que eles- os manadmentos- tenham alguma influ~encia em nossa consciência, eles se tornam o manto de todo mal, heresias e blasfêmias" (ref "Comm anúncio Galat, p. 310..)
8     "É mais importante para se proteger contra as boas obras do que contra o pecado." (Ref. Trischreden, Wittenberg Edition, Vol. VI., 160 p.).

 Martin Lutero sobre a necessidade de materiais de boas obras

9     "As boas obras são ruins e são pecado como o resto." (Ref. De Denifle Luther et Lutheranisme, Etude faite d'apres les fontes. Tradução de J. Paquier (Paris, A. Picard, 1912-1913), vol. III, pg. 47).
10  "Não há escândalo maior, mais perigoso, mais venenoso do que uma boa vida exterior, que se manifesta através de boas obras e um modo de vida piedosa. Esse é o grande portal, a rodovia que leva à perdição. "(Ref. De Denifle Luther et Lutheranisme, Etude faite d'apres les fontes. Tradução de J. Paquier (Paris, A. Picard, 1912-1913), vol. II , pág. 128).

Martin Lutero sobre a importância do livre-arbítrio
11  “No que diz respeito a Deus, e em tudo o que carrega na salvação ou condenação, (homem) não tem ‘livre-arbítrio’, mas é um cativo, prisioneiro e um servo, seja à vontade de Deus, ou à vontade de Satanás "(ref A partir “do ensaio,” Escravidão da Vontade”,” Martin Luther:.. Seleções de seus escritos, ed por Dillenberger, Anchor Books, 1962 p 190)...
12  "O homem é como um cavalo. Será que Deus saltar para a sela? O cavalo é obediente e acomoda-se a cada movimento do piloto e vai para onde quiser. Será que Deus derruba as rédeas? Então Satanás pula nas costas do animal, que se dobra, vai e se submete às esporas e caprichos de seu novo piloto... Por isso, a necessidade, não o livre-arbítrio, é o princípio de controle da nossa conduta. Deus é o autor do que é mal, bem como do que é bom, e, como Ele dá felicidade sobre aqueles que não merecem, por isso também é que ele maldita outros que não merecem o seu destino. "(Ref." De Servo Arbítrio ' , 7, 113 seq., citado por O'Hare, em 'Os fatos sobre Lutero, TAN Books, 1987, pp. 266-267).
13  "Seu (vontade de Judas) vontade era a obra de Deus; Deus pela sua onipotência mudou sua vontade, como Ele faz tudo o que está neste mundo. "(Ref. De servo arbitrio, contra o livre arbítrio do homem).
14  "No bom trabalho acontece como resultado de sua própria sabedoria; Mas tudo tem de acontecer em um estupor. . . A razão deve ser deixado para trás, pois é o inimigo da fé.” (Ref. Trischreden, Weimer VI, 143, 25-35).

Martin Lutero sobre a Vida Cristã
15  "Seja um pecador, e deixa que os vossos pecados sejam fortes, mas deixa a sua confiança em Cristo ser mais forte, e nos gloriamos em Cristo, que é o vencedor do pecado, da morte e do mundo. Vamos cometer pecados enquanto estamos aqui, para esta vida não é um lugar onde a justiça reside... Nenhum pecado pode nos separar d'Ele, mesmo se tivéssemos de matar ou cometer adultério milhares de vezes por dia. "(Ref. 'Let Your Sins Be Strong, de "O Projeto Wittenberg; '' O Segmento Wartburg", traduzido por Erika Flores, a partir do Dr. Martin Luther Saemmtliche Schriften, Carta No. 99, 01 de agosto de 1521. - Cf. também do Denifle Luther et Lutheranisme, Etude faite d'apres les fontes. Tradução de J. Paquier (Paris, A. Picard, 1912-1913), vol. II, pág. 404))
16  "Não peça nada de sua consciência; e se ele fala, não ouvi-la; se ele insiste, sufocá-la, divertir-se; se necessário, cometer algum bom pecado grande, a fim de afastá-lo. A consciência é a voz de Satanás, e é necessário sempre fazer exatamente o contrário do que Satanás quer. "(Ref. J. Dollinger, La Reforme et les resultantes qu'elle um produits. (Trans. E. Perrot, Paris, Gaume, 1848-1849), Vol III, pg. 248).

Martin Lutero sobre a pena capital e Caridade

17  "Se alguns eram para ensinar doutrinas contradizendo um artigo da fé claramente baseada na Bíblia e se acredita no mundo inteiro por toda a cristandade, como os artigos que ensinam às crianças no Credo - por exemplo, se alguém fosse ensinar que Cristo não é Deus, mas um simples homem como os outros profetas, como os turcos e os anabatistas afirmam - tais professores não deveriam ser tolerado, mas punido como blasfemos. . . Por este procedimento ninguém é obrigado a acreditar, pois ele ainda pode crer o que quiser; mas ele é proibido de ensinar e blasfemar. "(ref. de Lutero obras [LW], Vol. 13, 61-62)
18  "Estes artigos sediciosos da doutrina deve ser punido pela espada não precisando de mais provas. Quanto ao resto, os anabatistas afirmam princípios relativos ao batismo infantil, o pecado original, e inspiração, que não têm ligação com a Palavra de Deus, e de fato se opõem a ela. . . Autoridades seculares também são obrigadas a reprimir e punir declaradamente falsa doutrina. . .Para pensar o desastre, se fosse que as crianças não foram batizados? . . . Além disso, os anabatistas separar-se das igrejas. . . e eles montaram um ministério e de sua própria congregação, que também é contrário à ordem de Deus. De tudo isto, torna-se claro que as autoridades seculares estão vinculadas. . . para infligir castigos corporais aos infractores. . . Além disso, quando é um caso de apenas defender algum princípio espiritual, como o batismo infantil, o pecado original, e separação desnecessária, então. . . conclui-se que. . . os sectários teimosos deve ser condenado à morte "(ref panfleto de 1536; em Johannes Janssen, História do povo alemão a partir do encerramento da Idade Média, 16 volumes, traduzido por AM Christie, St. Louis.:. B. Herder, 1910 [orig 1891.]; Vol. X, 222-223)

Martin Lutero sobre Justiça Social

19  "Os camponeses não são melhores do que palha. Eles não vão ouvir a palavra e eles são sem sentido; portanto, eles devem ser obrigados a ouvir o estalo do chicote e do génio de balas e só o que eles merecem. "(ref. Erlangen Vol 24, pág. 294).
20  "Para matar um camponês não é assassinato; está a ajudar a extinguir o incêndio. Haja sem meias medidas! Esmagá-los! Cortar suas gargantas! Transfixa eles. Não deixa nem um! Para matar um camponês é destruir um cachorro louco! "-" Se eles dizem que eu sou muito duro e implacável, é a misericórdia que se dane. Deixa quem pode esfaquear, estrangular e matá-los como cães raivosos "(ref. Erlangen Vol 24, pág. 294).
21  "Assim como os motoristas de burros, que têm de insistir os burros incessantemente com varas e chicotes, ou eles não vão obedecer, assim deve o governante fazer com as pessoas; eles devem dirigir, bater acelerador, cair, queimar, decapitar e tortura, de modo a fazer-se temidos e para manter o povo sob controle. "(ref. Erlangen Vol 15, pág. 276).
Adolfo Hitler Martin Lutero sobre Amor de judeus
22  "Meu conselho, como eu disse anteriormente, é a seguinte: Em primeiro lugar, que as suas sinagogas sejam queimadas, e que todos os que são capazes de enxofre lance e arremesso; seria bom se alguém também poderia jogar em algum fogo do inferno... Em segundo lugar, que todos os seus Livros- seus livros de oração, seus escritos talmúdicos, também toda a Bíblia: ser tomadas a partir deles, sem lhes deixar uma folha, e que estes sejam preservados para aqueles que podem ser convertidos ... Em terceiro lugar, que seja proibido sob pena de morte para louvar a Deus, para agradecer, rezar, e ensinar publicamente entre nós e em nosso país ... Em quarto lugar, que eles sejam proibidos de pronunciar o nome de Deus dentro da nossa audiência. Pois não podemos com uma boa consciência ouvir este ou tolerar isso ... Quem ouve este nome [Deus] de um judeu deve informar as autoridades, ou então jogar porca esterco para ele quando ele vê-lo e expulsá-lo ". (Ref Martin Luther;. Sobre os judeus e suas mentiras, traduzidos por Martin H. Bertram, Fortress Press, 1955).
23  "Queima suas sinagogas. Proibi-los tudo o que eu mencionei acima. Forçá-los a trabalhar e tratá-los com todo o tipo de gravidade, como fez Moisés no deserto e mataram três mil ... Se isso não adianta, devemos afastá-los como cães raivosos, a fim de que não sejamos participantes da sua abominável blasfêmia e de todos os seus vícios, e, a fim de que possamos não merece a ira de Deus e que se dane com eles. Eu fiz o meu dever. Vamos todos ver como ele faz o seu. Estou dispensado. "(Ref. Sobre os judeus e suas mentiras," citadas por O'Hare, em 'Os fatos sobre Lutero, TAN Books, 1987, p. 290).
24  Se eu tinha que batizar um judeu, eu o levaria ao ponte do rio Elba, pendurar uma pedra no pescoço e empurrá-lo de novo com as palavras que eu te batizo em nome de Abraão” (ref. Grisar, “Luther”, Vol. V. p. 413).
25  "Os judeus merecem ser enforcados na forca sete vezes mais alto do que os ladrões comuns." (Ref. Weimar, Vol. 53, pág. 502).

Martin Lutero sobre a santidade e da Dignidade do Casamento

26  "Se o marido não está disposto, há outro que é; se a esposa não está disposta, em seguida, deixa a empregada vir. "(ref. Of Married Life).
27  "Suponha que eu devo aconselhar a esposa de um homem impotente, com o seu consentimento, de doar-se para ao outro, como o irmão de seu marido, mas para manter este segredo casamento e atribuir as crianças para o chamado pai putativo. A pergunta é: será uma mulhere assim em um estado salvo? Eu respondo, certamente que sim." (Ref. Em Casamento).
28  "Não está em oposição às Escrituras Sagradas para um homem ter várias mulheres." (Ref. De Wette, Vol. 2, p. 459).
29  "A palavra e a obra de Deus é bem clara: Que as mulheres são feitas para ser qualquer esposas ou prostitutas." (Ref. Em “Married Life”).
30  "Apesar de todo o bem que eu falo da vida matrimonial, eu não vou conceder tanto para a natureza quanto a admitir que não há pecado nisso. .. Nenhum dever conjugal é sempre prestado sem pecado. O dever matrimonial nunca é realizada sem pecado. "(Ref. Weimar, Vol 8. 654. Pg. Em outras palavras, para Lutero o ato matrimonial é" um pecado que difere em nada de adultério e fornicação ". Ibid. O que é então o propósito? Do casamento para Luthero você pode perguntar Lutero afirma que é simplesmente para satisfazer um dos desejos sexuais "O corpo pede uma mulher e deve tê-lo", ou ainda "se casar é um remédio para a prostituição" - Grisar, "Luther", vol. iv, pg. 145).

Martin Lutero sobre a Qualidade de palavras edificantes

31  "Que mal poderia resultar se um homem disse uma boa mentira sensual por uma causa digna e para o bem das Igrejas Cristãs?" (Ref Lenz.:. Briefwechsel, Vol 1. Pg 373.).
32  "Mentir por caso de necessidade ou por conveniência ou por desculpar-se - tal mentira não seria contra Deus; Ele estava pronto para assumir tais mentiras sobre si mesmo "(ref Lenz: Pg Briefwechsel, Vol 1. 375...).

Martin Lutero sobre Humildade

33  "São Agostinho e São Ambrosio não podem ser comparados comigo. "(Ref. Erlangen, 61 Vol., Pg. 422).
34  "O que eu ensino e escrevo continua a ser verdade mesmo que o mundo inteiro fica horrorizado" (ref. Weimar, Vol. 18, pág. 401).

Martin Lutero sobre o valor da Sagrada Escritura

35  "Em minha opinião, (o livro do Apocalipse) tem sobre ele nenhuma marca de um caráter apostólico ou profético ... Todo mundo pode formar seu próprio julgamento deste livro; Quanto a mim, eu me sinto uma aversão a ele, e para mim isso é motivo suficiente para rejeitar-lo. "(ref. ammtliche Werke, 63, pp. 169-170," Os Fatos Sobre Lutero, 'O'Hare, TAN Books , 1987, p. 203).
36  "Se o seu papista te irrita com a palavra (" somente"- Rom 3:28.), Diga-lhe logo, Martin Lutero vai tê-lo assim: papista e burro são uma e a mesma coisa. Quem não terá a minha tradução, deixá-lo dar-lhe a passar: graças do diabo para ele que estigmatiza-lo sem minha vontade e conhecimento. Lutero vai tê-lo assim, e ele é um doutor maior que todos os doutores do papado. "(Ref. Amic. Discussão, 1, 127," Os Fatos Sobre Lutero, 'O'Hare, TAN Books, 1987, p. 201. Cf. também J. Dollinger, La Reforme et les resultantes Qu'elle um produits. (Trans. E. Perrot, Paris, Gaume, 1848-1849), Vol III, pg. 138).
37  "A história de Jonas é tão monstruosa que é absolutamente incrível." (Ref. Os Fatos Sobre Luther, O'Hare, TAN Books, 1987, p. 202).
38  "... A epístola de São Tiago é uma epístola cheia de palha, porque não contém nada evangélico." (Ref 'Prefácio ao Novo Testamento ", ed Dillenberger, p 19. -... Cf. também Jean Janssen, L' Allemagne et la Reforme. (Trans. E. Paris, Plon, 1887-1911). Vol II, pág. 218).

Nenhum comentário:

Postar um comentário